® www.FazendaPicoParana.AltaMontanha.com ::: (41) 9906-5574 (TIM):::
 A Fazenda

- Como Chegar

- Preços

- Mural de Fotos

IMPORTANTE

Estrutura

- Camping

- Casa de Apoio

- Estacionamento

Aventuras

- Pico Paraná

- Pico Caratuva

- Pico Itapiroca

- Cachoeira Arco-Íris

Coordenadas

Mínimo Impacto

Contato

Links

Pico Paraná

O Pico Paraná é a montanha mais alta da Região Sul do Brasil, formação rochosa de Granito e Gnaisse, entre o município de Antonina e Campina Grande do Sul, no conjunto de serra chamado Ibitiraquire. A vegetação é composta em quase sua totalidade em Floresta Ombrófila Densa Montana e Alto-Montana e de refúgios ecológicos.

Foi descoberto pelo pesquisador alemão Reinhard Maack. Entre 1940 e 1941 Maack efetuou diversas incursões à Serra do Ibitiraquire com o objetivo de obter medições e anotações sobre a fauna e a geomorfologia da região. Naquela época ele registrou que o cume do Pico Paraná teria 1.922 metros de altitude, sendo a partir deste momento a mais alta montanha do Paraná e da Região Sul do Brasil. Antes disso, a montanha mais alta do estado do Paraná era o Monte Olimpo.

Maack juntamente com os alpinistas Rudolf Stamm (1910 - 1959) e Alfred Mysing e com auxílio de tropeiros da região, partiram em 28/06/1941 com o objetivo de conquistar o cume da montanha. Stamm e Mysing conseguiram o intento em 13/07/1941.

Em 1992 sua altitude foi aferida em 1.877,392 metros através do Sistema de Posicionamento Global por três equipes da Universidade Federal do Paraná, coordenadas pelo professor Paulo César Lopes Krelling, do curso de Pós-Graduação em Ciências Geodésicas Esta medida é adotada oficialmente desde então.

A "Fazenda Pico Paraná" possui infra-estrutura para atendimento dos montanhistas que vão ao local. São, aproximadamente, de 6 a 8 horas de caminhada para chegar ao cume. A trilha não apresenta dificuldades técnicas, mas exige atenção do montanhista e um considerável exercício físico para chegar no topo da montanha. Estando numa zona de clima subtropical, é importante tomar precauções nas escaladas durante boa parte do ano, principalmente no período de inverno, visto a regularidade de temperaturas abaixo de zero Celsius (0ºC). Equipamentos básicos e vestuários apropriados, evitam vários inconvenientes.

Mas todo o esforço é recompensado, quando do cume você contempla a maravilhosa vista da serra do mar, com sua exuberante Mata Atlântica, do litoral paranaense, com as baías de Antonina e Paranaguá e mais ao longe a cidade de Curitiba!

Sempre é bom lembrar que a área é caracterizada como área de preservação, assim todo o cuidado é pouco. E lembre-se de seguir todas as regras de visitação de Mínimo Impacto.

Outro aviso importante é com relação às lanternas! Como a maioria dos "acidentes" é causada direta ou indiretamente pela falta delas, é proibida a entrada na Fazenda Pico Paraná, de qualquer visitante que não esteja com sua própria lanterna e apito. Vale a pena uma atenção redobrada, hein!

:: Para saber mais sobre o Pico Paraná

Pico Paraná - visto do A1 - Pico do Paraná Pico Paraná - Visto da Crista Pico Paraná - Caratuva e Itapiroca vistos do...
Pico Paraná - Do cume do... Pico Paraná - Ciririca e Agudo da Cotia vistos do... Pico Paraná - Visto do A2, entre as nuvens

® Portal AltaMontanha.com ::: Todos os direitos reservados